A Polícia Civil finaliza apuração do caso envolvendo o falecimento de um bebê suspeito de ter ingerido colírio em Formosa

Compartilhar esta postagem

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da 1ª Delegacia Distrital de Polícia de Formosa, concluiu na data de hoje (14/08/2023) investigação que apurava a morte de um bebê de apenas 2 (dois) meses na cidade de Formosa.

Naquela ocasião, levantou-se a hipótese de que a morte do bebê estaria relacionada à ingestão do medicamento Tartarato de Brimonidina, um tipo de colírio para tratamento de glaucoma.

Segundo as investigações o referido medicamento foi entregue, possivelmente de forma equivocada, no lugar do medicamento Bromoprida, quando da compra realizada pelo avô do bebê em uma unidade farmacêutica da cidade. O medicamento correto foi prescrito para tratamento de náuseas e enjoo.

Após investigação e com base nos Exames Toxicológico e Histopatológico, restou comprovado que o falecimento do bebê ocorreu em razão de uma pneumonia neutrofílica bilateral, com predomínio à esquerda.

Laudo pericial ainda apontou que não foi detectado o medicamento Tartarato de Brimonidina nas amostras fornecidas, extraídas do bebê falecido.

Após relatório final, o procedimento investigativo será devidamente encaminhado ao Poder Judiciário, deixando claro que não ficou evidenciado o nexo causal entre o erro no fornecimento do medicamento e a morte do bebê.

POLÍCIA CIVIL: investigar para proteger.

Facebook Comments Box
Please follow and like us:
Pin Share

Mais para explorar

A informação ao alcance do seu like. Nordeste e leste goiano.

Compartilhe

Sobre

Links principais

RSS
Follow by Email