Mestre de obras que estava desaparecido é encontrado morto após ter carro roubado

Compartilhar esta postagem

Um mestre de obras que estava desaparecido foi encontrado morto em Jataí, na região sudoeste de Goiás. Cinco pessoas foram presas suspeitas de participar da morte dele. Os suspeitos vão responder por latrocínio, ocultação de cadáver e associação criminosa.

As prisões ocorreram na terça-feira (6) e quarta-feira (7). Segundo a Polícia Civil, a caminhonete de Silvano José dos Santos, que estava desaparecido, foi vista em um motel de Jataí no dia 4 de fevereiro. Por meio das imagens de câmeras de segurança, foram identificados três jovens no veículo.

O delegado responsável pelo caso, Nícolas Alvarenga, afirmou que Otávio Silva Tristão e Wanderson Silva Ferreira esperaram Silvano chegar em casa, o sequestraram com a caminhonete e depois o mataram com facada e paulada e enterraram o corpo.

Conforme a investigação, o mestre de obras foi assassinado após ser sequestrado em uma operação planejada por Carlos Roberto Pereira Barbosa, colega de trabalho dele no setor da construção civil. Sob ameaça, antes de ser morto, o mestre de obras foi forçado a fazer uma transferência financeira via PIX para a esposa de Carlos, Ana Regina Campos Oliveira.

O roubo da caminhonete da vítima, destinada a ser vendida no Paraguai em troca de drogas, foi mediado por Leonardo Henrique Alves da Silva, que aguardou no motel a chegada de um outro carro responsável por transportar o veículo. A caminhonete foi posteriormente encontrada em Três Lagoas (Mato Grosso do Sul), indicando a rota utilizada pelos criminosos para a fronteira.

A divulgação dos nomes dos investigados foi feita devido ao interesse público no sentido de identificar demais partícipes dos crimes, ante a existência de indícios de associação criminosa.

Facebook Comments Box
Please follow and like us:
Pin Share

Mais para explorar

A informação ao alcance do seu like. Nordeste e leste goiano.

Compartilhe

Sobre

Links principais

RSS
Follow by Email