Pedreiro matou pai, avô e madrasta com golpes de marreta em hotel para roubar R$ 4 mil

Compartilhar esta postagem

O pedreiro que matou o pai, o avô e a madrasta, pretendia roubar o dinheiro deles e comprar drogas em seguida, apontou a investigação da Polícia Civil de Goiás (PCGO). Wemerson Pereira Rodrigues teria visto R$ 4 mil em dinheiro no veículo do pai e, por isso, resolveu matar os familiares com uma marreta. O crime aconteceu nesta terça-feira (11), em Uruaçu, região norte do estado.

Após matar os familiares com golpes de marreta na cabeça, o homem, de 28 anos, fugiu em um dos veículos da família. De acordo com o delegado que investiga o caso, Sandro Leal, Wemerson cometeu o crime após um surto ocasionado pelo uso intenso de cocaína, pretendendo comprar mais drogas e depois cometer suicídio.

“Além do homicídio qualificado, ele também vai responder por fraude processual, porque ainda tentou alterar a cena do crime. A princípio, não se descobriu a participação de outras pessoas. Ele matou os familiares e tentou limpar o hotel antes de fugir para não deixar rastros”, explicou Sandro.

 

Após a chacina, Wemerson fugiu para São Luiz do Norte, mas foi localizado e preso por uma equipe da Polícia Militar (PM). Ele estava bebendo em uma distribuidora com outro homem, que também foi encaminhado à delegacia, mas prestou depoimento e foi liberado.

“Ele já tinha gastado parte do dinheiro. Em mãos, tinha cerca de R$ 2,6 mil, que pretendia usar para comprar mais cocaína. No dia do crime, além da droga, ele também havia consumido remédio controlado, tarja preta”, explicou o delegado.Wermerson foi conduzido à delegacia de Uruaçu e preso em flagrante por triplo homicídio. Ele vai responder por homicídio qualificado e fraude processual. Somadas as penas, pode pegar até 32 anos de reclusão.

Lourival Rodrigues de Paula Júnior (pai), de 52 anos, Marilac Rodrigues Sales de Paula (madrasta), de 55 anos, e Lourival Rodrigues de Paula (avô), de 79 anos foram assassinados com golpes de marreta na cabeça. O crime foi cometido na noite da última terça-feira (11) e descoberto nesta quarta-feira (12), quando o homem foi preso.

A Polícia Civil de Uruaçu foi acionada por um dos filhos de Lourival, que mora em São Paulo (SP), e buscava informações sobre o desaparecimeto do pai. Segundo a PC, ele falou que o pai e o avô estavam desaparecidos, pois não conseguia falar com eles.

Facebook Comments Box
Please follow and like us:
Pin Share

Mais para explorar

A informação ao alcance do seu like. Nordeste e leste goiano.

Compartilhe

Sobre

Links principais

RSS
Follow by Email