Turista é preso suspeito de racismo contra funcionários de resort em Goiás

Compartilhar esta postagem

Um turista, que não teve o nome divulgado, foi preso suspeito de cometer racismo contra funcionários de um resort em Rio Quente, no sul do estado. Segundo a Polícia Militar (PM), o homem questionou a um funcionário da recepção do local, o porquê da empresa contratar funcionários negros, nordestinos e homossexuais.

O homem foi preso na segunda-feira (9). À PM, um funcionário do resort, que preferiu não se identificar, informou que o turista chegou no local pedindo para conversar com o gerente, reclamando do fato de ter sido atendido por funcionários negros, nordestinos e homossexuais.

O funcionário informou ainda que, ao se referir sobre os funcionários negros, fez um gesto simulando sujeiras na pele. Informou também que o homem disse que não voltaria ao resort por ter nojo dos trabalhadores.

Em nota, o Rio Quente Resorts afirmou que tem compromisso com a diversidade, equidade e inclusão e que não tolera agressões físicas ou verbais. Informou ainda que se coloca à disposição dos funcionários vítimas das ofensas.

Ainda segundo a PM, além dos funcionários, os hóspedes do resort também presenciaram as falas do suspeito. Ao ser abordado pelos policiais, o turista disse que comentou com o funcionário que haviam nordestinos bons e outros eram preguiçosos.

O homem foi encaminhado para a Central de Flagrantes do município e autuado pelo crime de racismo. Caso seja condenado, o turista pode ser recluso por três anos e pagar multa.

Facebook Comments Box
Please follow and like us:
Pin Share

Mais para explorar

A informação ao alcance do seu like. Nordeste e leste goiano.

Compartilhe

Sobre

Links principais

RSS
Follow by Email