Caminhoneiro é detido sob suspeita de ser responsável por colisão fatal que vitimou quatro policiais militares

Compartilhar esta postagem

A Polícia Científica determinou que o motorista do caminhão invadiu a contramão e colidiu com a viatura. Ele enfrentará acusações por homicídio culposo.

Diego Michael Cardoso, de 40 anos, o caminhoneiro envolvido no acidente que resultou na morte de quatro policiais militares do Comando de Operações de Divisas (COD), foi preso nesta sexta-feira (10), na BR-153, em Goiatuba, região sul de Goiás, conforme relatado pela TV Anhanguera. O mandado de prisão indica que ele responderá por homicídio culposo ao volante.

A perícia da Polícia Científica concluiu que o caminhão trafegava na contramão e colidiu com a viatura na BR-364, em Cachoeira Alta, sudoeste de Goiás, resultando na morte dos quatro policiais militares. O acidente ocorreu na noite de 24 de abril. As vítimas foram o subtenente Gleidson Rosalen Abib, o 1º sargento Liziano José Ribeiro Junior, o 3º sargento Anderson Kimberly Dourado de Queiroz e o cabo Diego Silva de Freitas. O caminhoneiro sofreu ferimentos leves.

Um vídeo mostrou a destruição da viatura e da carreta envolvidas no acidente. Segundo a PM, os militares estavam em deslocamento durante um serviço no momento da colisão. Os corpos foram velados e sepultados em 25 de abril após um cortejo.

Conforme o laudo pericial, o caminhão trafegava na contramão de direção e o condutor da viatura tentou desviar à direita, mas não conseguiu evitar a colisão. O perito destacou que o caminhão estava em excesso de velocidade e sobrecarregado, o que dificultou sua capacidade de parar e evitar o acidente.

Facebook Comments Box
Please follow and like us:
Pin Share

Mais para explorar

A informação ao alcance do seu like. Nordeste e leste goiano.

Compartilhe

Sobre

Links principais

RSS
Follow by Email