Chefe de limpeza é preso suspeito de pegar no bumbum e oferecer gratificações em troca de sexo a servidoras

Compartilhar esta postagem

O chefe da seção de limpeza da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) foi preso suspeito de assédio e importunação sexual contra três servidoras da Prefeitura de Goiânia.Em nota, a Comurg informou que Marcus Moreira foi exonerado no dia 28 de agosto. Já sobre Werlley Pereira, a companhia disse que tomou todas as medidas administrativas cabíveis e aguarda a conclusão do inquérito pela Polícia Civil

A prisão ocorreu na terça-feira (26). A delegada explicou que a mulher que denunciou o então diretor de compliance, Marcus Moreira, contou que estava com uma doença grave quando foi assediada. Além disso, ele falava frases de teor sexual para ela e fazia brincadeiras pejorativas.

Já as mulheres que denunciaram o chefe da limpeza relataram toques no bumbum, promessas de gratificações em troca de sexo e comentários de cunho sexual.

“Além de ele exigir certos favores sexuais em troca de gratificações, ele chegava a tocá-las”, disse a delegada.

 

“Ele tentou me agarrar à força, eu o empurrei e saí correndo até uma praça que tinha próximo. Fiquei lá até mais tarde”, disse a servidora.

 

Facebook Comments Box
Please follow and like us:
Pin Share

Mais para explorar

A informação ao alcance do seu like. Nordeste e leste goiano.

Compartilhe

Sobre

Links principais

RSS
Follow by Email