Marido que matou a mulher e gravou áudio confessando crime tentou colocar corpo da vítima dentro de carro antes de furtar moto para fugir

Compartilhar esta postagem

O homem suspeito de matar a companheira e mandar áudio para mãe dela confessando crime tentou colocar o corpo da vítima no porta-malas de um carro antes de fugir de casa. O caso é investigado pelo delegado Eduardo Rodovalho, do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH).

A vítima, de 20 anos, foi morta com golpes de marreta dentro de casa após uma discussão por causa de ciúmes. “A vítima teria recebido uma mensagem e, neste momento, Jean quebrou o celular dela”, revela o delegado. A discussão ficou mais intensa e Jean matou a vítima.

Ao perceber que a mulher tinha morrido, o suspeito tentou colocar o corpo dele no porta-malas de um carro. “Ele tentou arrastá-la e até deslocou o ombro dela para ocultar o corpo. Mas ele não conseguiu colocar o corpo dentro do carro e, por isso, furtou a moto para fugir”, conta Rodovalho.

Após o crime, ele enviou áudios à mãe da mulher dizendo que a matou porque ela estava conversando com outro homem perto dele. “Os caras querendo agarrar ela […] Que homem que vai aguentar isso? Hora nenhuma eu fiz crueldade com a sua filha […] Foi só o que ela mereceu”, disse.

Segundo o próprio suspeito, eles estavam juntos há 7 anos e tinham 2 filhas. Rodovalho destaca que o suspeito tem passagens criminais por homicídio, roubo e furto, além de ter histórico de violência doméstica quando ameaçou uma ex-mulher com uma arma de fogo.

O delegado explica que Jean está preso à disposição da Justiça e deve responder por feminicídio. “Nós estamos concluindo as investigações, buscando mais elementos que esclareçam as circunstâncias dos fatos e aguardamos a conclusão dos laudos para finalizar o inquérito”, finaliza.

Facebook Comments Box
Please follow and like us:
Pin Share

Mais para explorar

A informação ao alcance do seu like. Nordeste e leste goiano.

Compartilhe

Sobre

Links principais

RSS
Follow by Email