Duas empresas de Goiás perderam R$ 1,5 milhão com golpe de falsa venda de 650 cabeças de gado

Compartilhar esta postagem

Duas empresas de Goiás perderam R$ 1,5 milhão durante um golpe de falsa venda de gado. Segundo a Polícia Civil, elas foram vítimas de uma associação criminosa do Mato Grosso que atua em todo o Brasil. O grupo aplicou o golpe na negociação de 650 animais. No total, foram realizados seis depósitos no valor de R$ 250 mil.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Leonardo Pires, o grupo enganava tanto o comprador como o vendedor.

“O grupo consegue adentrar a uma cadeia de negócios envolvendo gado, por conta da informalidade e atuação de corretores locais, se passam por corretores e acabam enganando tanto o comprador quanto o vendedor”, explica o delegado.

Como funcionava o golpe

 

De acordo com as investigações, os suspeitos exploravam a precariedade do sinal de internet nas zonas rurais, em que parte da transação era desenvolvida. Após manter contato com vasta lista de corretores de gado, o golpista intermediava a venda, se apresentando ao real proprietário dos animais como devedor do comprador.

Ao comprador, o mesmo suspeito dizia que havia adquirido o rebanho por meio de uma negociação imobiliária, enganando assim as duas vítimas. Na negociação, o comprador era induzido pelo estelionatário a efetuar seis transferências via PIX, que totalizaram a quantia de R$ 1,5 milhão para o grupo. Depois de receber os valores, os criminosos dividiam o valor entre o grupo.

A investigação foi realizada pela Delegacia Especializada de Estelionato e Outras Fraudes de Cuiabá, em cooperação ao Grupo de Repressão a Estelionatos e Outras Fraudes (GREF), da Polícia Civil de Goiás. Os trabalhos também tiveram apoio da Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça (Senasp/MJ).

Facebook Comments Box
Please follow and like us:
Pin Share

Mais para explorar

A informação ao alcance do seu like. Nordeste e leste goiano.

Compartilhe

Sobre

Links principais

RSS
Follow by Email