Fisiculturista se torna réu por matar a mulher espancada

Compartilhar esta postagem

O fisiculturista Igor Porto se tornou réu nesta quinta-feira (30) por matar a companheira, Marcela Luíse, espancada, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. A vítima, que teve múltiplas fraturas pelo corpo, morreu por traumatismo craniano após 10 dias internada em estado gravíssimo.

Em nota, a defesa de Igor Porto afirmou que a Justiça ter acatado a denúncia não causou suspresa e que acredita na instrução criminal. Afirma ainda que será demonstrado que os fatos não ocorreram como narrados pela acusação.

De acordo com a decisão, tomada pelo juiz Leonaro Fleury, a Justiça acatou a denúncia apresentada pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO), que alega ter Igor cometido o crime por meio cruel, que impossibilitou a defesa da vítima. A denúncia afirma ainda que por razões da condição de sexo feminino, o fisiculturista agrediu a companheira, o que caracterizou feminicídio.

Facebook Comments Box
Please follow and like us:
Pin Share

Mais para explorar

A informação ao alcance do seu like. Nordeste e leste goiano.

Compartilhe

Sobre

Links principais

RSS
Follow by Email