Médica Condenada por Lesão Corporal Após Paciente Sofrer Perfuração Intestinal Durante Lipoaspiração

Compartilhar esta postagem

Resumo do Caso

A médica Lorena Duarte foi condenada por lesão corporal após a paciente Karita Rabelo de Andrade sofrer uma perfuração intestinal em decorrência de uma lipoaspiração e colocação de próteses nos seios realizadas em Goiânia. A paciente desenvolveu infecção generalizada e necrose de parte da pele como consequência do procedimento cirúrgico.

Detalhes do Procedimento e Consequências

Karita Rabelo, uma vendedora de 34 anos, foi submetida à lipoaspiração e à implantação de próteses mamárias em dezembro de 2021. Posteriormente, ela apresentou complicações graves, incluindo infecção generalizada e necrose da pele do abdômen. Inicialmente, a médica diagnosticou a paciente com anemia e alergia a medicamentos, mas a condição da paciente piorou significativamente.

Decisões Judiciais

  • Condenação Inicial (Fevereiro 2023): A médica Lorena Duarte foi condenada a dois meses de detenção, pena que foi convertida para o pagamento de cinco salários-mínimos. A condenação baseou-se em laudos e exames que indicavam que a perfuração intestinal não foi detectada imediatamente após a cirurgia, mas cerca de 40 dias depois.
  • Recurso e Decisão Recente (Maio 2023): Em 17 de maio, os juízes Luís Flávio Cunha Navarro, Fernando Ribeiro Montefusco e Wagner Gomes Pereira mantiveram a condenação inicial. A defesa da médica, representada pelo advogado Thiago Oliveira, argumentou que a perfuração ocorreu mais de 30 dias após a cirurgia, sugerindo que poderia ter sido causada por outro procedimento realizado por outro profissional.

Reações das Partes Envolvidas

  • Defesa da Médica: A defesa de Lorena Duarte, embora respeitando a decisão judicial, está considerando a viabilidade de um novo recurso. Eles alegam que depoimentos e exames indicam que a perfuração não ocorreu durante a cirurgia realizada pela médica.
  • Paciente Karita Rabelo: Karita relatou o sofrimento e as complicações de saúde que enfrenta desde o procedimento. Ela lamenta a mudança drástica em sua vida, que agora inclui frequentes consultas médicas e exames hospitalares.

Nota da Defesa da Médica

A equipe jurídica da Dra. Lorena Duarte Rosique destacou que a médica possui um histórico de mais de 800 procedimentos bem-sucedidos e que foi absolvida em outros processos criminais relacionados à sua prática médica. Eles reafirmam o compromisso com a ética e a transparência, defendendo que todos os procedimentos realizados seguiram os mais altos padrões médicos.

O caso levanta questões importantes sobre a responsabilidade médica e a qualidade dos cuidados pós-operatórios. A condenação de Lorena Duarte, embora contestada pela defesa, sublinha a necessidade de vigilância rigorosa e intervenções rápidas em casos de complicações cirúrgicas. A busca por um julgamento justo continua, com a defesa da médica avaliando novas ações legais para contestar a decisão.

Facebook Comments Box
Please follow and like us:
Pin Share

Mais para explorar

A informação ao alcance do seu like. Nordeste e leste goiano.

Compartilhe

Sobre

Links principais

RSS
Follow by Email