Menina Desaparecida Há 14 Anos: Mãe Mantém Esperança de Reencontro

Compartilhar esta postagem

### Menina Desaparecida Há 14 Anos: Mãe Mantém Esperança de Reencontro

Tamilys Ferreira da Silva, desaparecida aos 11 anos em Alexânia, região próxima ao Distrito Federal, ainda é esperada todos os dias por sua mãe, Valdivina Ferreira. Desde 12 de janeiro de 2010, quando saiu de casa para ajudar a mãe no trabalho, não houve mais notícias dela. Um homem foi preso sob suspeita de sequestro, mas foi liberado por falta de provas.

“Eu espero todo dia por ela. Às vezes, escuto um carro, um barulho, e penso que é ela chegando”, conta Valdivina, que descreve o desaparecimento da filha como um evento angustiante que mudou sua vida. Naquele dia, Tamilys saiu de casa por volta das 21h30, avisando ao pai que ia ao trabalho da mãe. Quando não chegou no horário esperado, o pai refez o caminho várias vezes, mas não encontrou sinal da menina.

Após notificar a polícia, Valdivina enfrentou a orientação equivocada de que deveria esperar 24 horas antes de registrar o desaparecimento. Apesar disso, a busca pela filha começou imediatamente, envolvendo a comunidade e levando a mãe a visitar hospitais, delegacias, e outros locais na esperança de encontrar alguma pista.

O caso de Tamilys não é isolado; dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública indicam que adolescentes, especialmente meninas entre 12 e 17 anos, são os principais alvos de desaparecimento no Brasil. A falta de treinamento adequado para agentes e policiais em registrar essas ocorrências agrava a situação, dificultando a busca e a criação de políticas de prevenção.

Ao longo dos anos, Valdivina perdeu não só Tamilys, mas também seus outros dois filhos, Reginaldo e Lucas Sérgio, ambos assassinados. Essas perdas tornaram datas comemorativas difíceis de suportar. Apesar de diagnosticada com hanseníase, Valdivina continua trabalhando como cuidadora de crianças, encontrando na gentileza com os outros uma maneira de seguir em frente.

“A gente precisa fazer com que todos os casos sejam notificados”, reforça o pesquisador Dijaci de Oliveira, destacando a importância de dados precisos para entender e prevenir desaparecimentos.

Para Valdivina, a esperança de reencontrar Tamilys nunca desaparece. “Eu tenho que pedir a Deus: vai por ela, aonde ela estiver”, diz a mãe, mantendo a fé e a resiliência frente às adversidades.

Facebook Comments Box
Please follow and like us:
Pin Share

Mais para explorar

A informação ao alcance do seu like. Nordeste e leste goiano.

Compartilhe

Sobre

Links principais

RSS
Follow by Email