Mulher e amante são condenados por matar comerciante e simular assalto

Compartilhar esta postagem

Uma mulher e o amante dela foram condenados por matar um comerciante em Goiânia. À época, a Polícia Civil afirmou que a mulher, que era casada com a vítima, e o parceiro dela simularam um assalto para tentar acobertar o crime. Cabe recurso da decisão.

A decisão foi divulgada na segunda-feira (16). Hallerrandra Kerly Lamounier foi condenada a 20 anos de prisão e Anderson Rocha Silva foi condenado a 10 anos 1 mês de prisão.

Conforme o decumento, Hallerrandra Kerly era casada com o boliviano Alejandro Algarnaz Mendoza, e passou a se relacionar amorosamente com Anderson, que trabalhava no supermercado da família da mulher. Os dois resolveram matar Alejandro com o propósito de manter o relacionamento extraconjugal.

A decisão apontou que, no dia do crime, Hallerrandra Lamounier desligou as câmeras de monitoramento interno da casa para que Anderson entrasse.

Dentro da casa, Anderson passou a agredir a vítima, colocando um pano embebido de removedor de tinta no rosto dele. Alejandro chegou a reagir e tomar a faca de Anderson, mas a mulher interferiu para ajudar o amante. Então Anderson deu diversas facadas em Alejandro, atingindo o pescoço, rosto e tórax.

Facebook Comments Box
Please follow and like us:
Pin Share

Mais para explorar

A informação ao alcance do seu like. Nordeste e leste goiano.

Compartilhe

Sobre

Links principais

RSS
Follow by Email