Padrasto é preso suspeito de estuprar e matar bebê

Compartilhar esta postagem

Um homem foi preso suspeito de estuprar e matar a enteada de 1 ano e 4 meses, em Aparecida de Goiânia, Região Metropolitana da capital. Segundo a Polícia Civil, o suspeito chamou o Corpo de Bombeiros para tentar reanimar a bebê, dizendo que ela se afogou enquanto ele dava banho nela. Mas no atendimento, a equipe notou sinais de abuso sexual.

O caso aconteceu no sábado (11). A delegada Sayonara Lemgruber, titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), explicou que os bombeiros foram chamados pelo padrasto para atender a uma ocorrência de afogamento. No local, o homem explicou que estava dando banho na menina, quando ela se afogou e desmaiou.

A equipe tentou reanimar a bebê, mas não teve sucesso. Ainda durante o atendimento, um dos militares verificou um ferimento grande nas partes íntimas da menina, com sangramento ativo. Por conta disso, os bombeiros chamaram a Polícia Militar, que conduziu o padrasto até a Central de Flagrantes.

No local, a Polícia Civil fez a prisão em flagrante do padrasto por estupro de vulnerável e homicídio contra a enteada. A delegada afirma que, por enquanto, ainda apura para entender se a morte da menina foi consequência de um afogamento forçado.

Sayonara já ouviu a mãe e uma tia da bebê, mas ambas deverão ser interrogadas em breve novamente. O objetivo é confrontar as familiares com informações apuradas para saber se elas foram omissas ou coniventes com os abusos.

Facebook Comments Box
Please follow and like us:
Pin Share

Mais para explorar

A informação ao alcance do seu like. Nordeste e leste goiano.

Compartilhe

Sobre

Links principais

RSS
Follow by Email