Cabeleireiro é preso suspeito de extorquir dinheiro de parceiros sexuais para não divulgar nudes

Compartilhar esta postagem

O cabeleireiro Leoberto Alves Rodrigues, de 30 anos, foi preso suspeito de extorquir dinheiro de parceiros sexuais para não divulgar nudes para as famílias deles, em Caiapônia na região oeste de Goiás. Áudios divulgados pela Polícia Civil mostram as ameaças e que ele cobrava de R$ 200 e R$ 1 mil para não cometer o crime.

“Não estou de brincadeira não. Não sou otário. Se vocês virem o que eu tenho aqui, vocês vão tremer e ‘vai’ parar Caiapônia”, diz o suspeito em um dos áudios.

 

A prisão aconteceu na última segunda-feira (20), na casa do cabeleireiro. Segundo a Polícia Civil, ele filmava o ato sexual com os homens e salvava nudes que recebia das vítimas. Depois, com posse das imagens, ele exigia dinheiro para não divulgá-las.

Por enquanto, dois homens realizaram diversos pagamentos e só procuraram a delegacia após não ter mais dinheiro para repassar ao investigado. Prints também divulgados pela polícia mostram que, além de pedir dinheiro, ele também pedia relações sexuais com as vítimas.

Se indiciado e condenado, ele pode responder pelo crime de extorsão. Ele está preso na Unidade Prisional de Caiapônia à disposição da Justiça. A foto do suspeito foi divulgada, caso haja mais vítimas.

Se indiciado e condenado, ele pode responder pelo crime de extorsão. Ele está preso na Unidade Prisional de Caiapônia à disposição da Justiça. A foto do suspeito foi divulgada, caso haja mais vítimas.

Facebook Comments Box
Please follow and like us:
Pin Share

Mais para explorar

A informação ao alcance do seu like. Nordeste e leste goiano.

Compartilhe

Sobre

Links principais

RSS
Follow by Email