Dono de laticínio mandou matar empresário assassinado na porta de casa por não conseguir pagar dívida de R$ 250 mil

Compartilhar esta postagem

O dono de um laticínio, Edgar Primo, mandou matar o empresário Bruno Bailão Lobo, de 40 anos, por não conseguir pagar uma dívida de R$ 250 mil, segundo a Polícia Civil. De acordo com a PC, Bruno comprava muçarela de Edgar e revendia para redes de supermercado em Goiânia. Paralelo a esse negócio, Bruno intermediava descontos de cheques do Edgar, que não conseguiu pagar a dívida e decidiu matar o empresário.

“O Edgar remetia os cheques para o Bruno que pegava esses cheques e levava para alguns indivíduos descontarem mediante ao pagamento de juros. O Edgar havia passado R$ 250 mil em cheques para serem descontados e essa foi a motivação do crime. Ele mandou o Bruno descontar e não conseguiu quitar”, explicou o delegado João Paulo Mendes.

 

Facebook Comments Box
Please follow and like us:
Pin Share

Mais para explorar

A informação ao alcance do seu like. Nordeste e leste goiano.

Compartilhe

Sobre

Links principais

RSS
Follow by Email