Estudante de medicina morreu por overdose após tomar Rivotril, Morfina, Ozempic e outros remédios controlados para dormir

Compartilhar esta postagem

A morte de uma estudante de medicina por overdose após consumir uma combinação perigosa de medicamentos controlados, incluindo Rivotril, Morfina, Ozempic e outros remédios, está sendo investigada pela Polícia Civil em Mineiros, Goiás. O trágico incidente ocorreu em outubro de 2023 e inicialmente foi tratado como um possível suicídio. No entanto, mensagens encontradas no celular da jovem descartaram essa hipótese, mostrando que ela tinha planos para o futuro e não tinha intenção de tirar a própria vida.

A investigação revelou um esquema de venda ilegal de medicamentos controlados, levando à prisão de um médico, dois farmacêuticos e um funcionário de farmácia. A estudante havia solicitado medicamentos controlados mais fortes para conseguir dormir, apesar de não ter a prescrição médica necessária. As mensagens trocadas com o funcionário da farmácia indicaram que ela estava desesperada por uma solução para sua insônia, o que a levou a tomar uma dose fatal de vários medicamentos.

O delegado Thiago Martinho explicou que os farmacêuticos recebiam as receitas diretamente do médico, que as assinava e carimbava, permitindo a liberação dos medicamentos para venda. O funcionário da farmácia era responsável por oferecer esses medicamentos aos clientes e completar a transação. As investigações, incluindo a quebra do sigilo telefônico, confirmaram a prática reiterada de venda ilegal de medicamentos controlados.

Durante o interrogatório, o funcionário da farmácia confessou o crime e detalhou a participação do médico no esquema. A operação, denominada “Morfina”, cumpriu seis mandados e trouxe à tona a gravidade da venda ilegal de medicamentos, que estavam sendo distribuídos sob a aparência de legalidade devido às prescrições fraudulentas. A investigação continua para determinar a extensão completa do esquema e responsabilizar todos os envolvidos.

4o

Facebook Comments Box
Please follow and like us:
Pin Share

Mais para explorar

A informação ao alcance do seu like. Nordeste e leste goiano.

Compartilhe

Sobre

Links principais

RSS
Follow by Email